Rede Livre Online

Mudança no clima antecipa e prolonga a safra da jabuticaba no Alto Tietê

Por Redacao em 17/10/2020 às 18:29:23

Moradora de Mogi das Cruzes ensina receita de compota para aproveitar a safra prolongada da fruta. Safra da jabuticaba, em Guararema, é alterada por causa do clima

As alterações climáticas neste ano impactaram nas produções de diversos agricultores na região do Alto Tietê. Em Guararema, a safra de um produtor rural de jabuticaba não foi como esperado.

Paulo Higashi possui 700 pés de jabuticabas espalhados pelos 12 hectares do sítio. A fruta docinha e suculenta enche os olhos e o apetite. Quem vê os pés carregados, não imagina que o clima não ajudou na produção.

"A produção de jabuticaba desse ano foi bem diferente, porque, aqui na região, a colheita é entre setembro e outubro, mas começamos colher em agosto. Isso afetou a produção, porque quando tínhamos jabuticaba madura, também tínhamos verde, tanto que estamos colhendo até agora", conta Paulo Higashi.

As jabuticabas colheitas são embaladas em caixas de 1 kg.

Reprodução/TV Diário

Os funcionários da propriedade passam o dia na colheita da fruta, que é embalada em caixas de um quilo. Depois a mercadoria é levada para Ceagesp, em São Paulo. Segundo Paulo Higashi, mesmo com as dificuldades da colheita, o lucro foi bom.

"Temos a colheita da jabuticaba escalonada. Esse ano tivemos um preço médio, que foi até melhor do que o do ano passado", explica Paulo Higashi.

Compota de jabuticaba

Com tanta jabuticaba, sobra até para fazer receitas. A Silvana Bós Vidal, que mora em Mogi das Cruzes, ensina a fazer uma compota com a fruta. Ela garante que a receita é facil.

O primeiro passo é descascar a jabuticaba. A polpa não vai na receita porque dá um sabor amargo.

Depois de descascar, tem que lavar bem a casca e ferver em uma panela com água. O processo dura cerca de 20 minutos.

O passo seguinte é escorrer a água da fervura, que é utilizada para fazer geleia. Já para a receita da compota, tem que misturar a fruta fervida com uma calda de água e açúcar também fervida.

O ideal é mexer até que as cascas da jabuticaba misturem bem com a calda, ficando mais grossa.

"Eu faço essa receita há mais de 10 anos. Como temos um pé de jabuticaba, não tinha muito o que fazer além de chupar a fruta. Uma vez eu ganhei um vidro de compota e decidi tentar fazer e deu certo. Os únicos ingredientes que vão no doce é água, açúcar e jabuticaba", conta Silvana Bós Vidal.

Apesar de ter um pé de jabuticaba no quintal de casa, a Silvana sabe que nem todo mundo tem essa sorte. Mas isso não é problema, porque depois de pronta, a compota pode ficar um tempão no congelador, sem perder o sabor.

"Eu faço bastante e dura o ano todo na geladeira", ressalta Silvana Bós Vidal.

Assista mais matérias

Fonte: G1

Rede Livre Online

Comentários

Rede Livre Online